NOVIDADES

Senado aprova suspensão da cobrança de crédito consignado por 120 dias

O Senado aprovou em sessão remota, nesta quinta-feira 18 de junho, o projeto que suspende por 120 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignado (PL 1.328/2020). A medida engloba quem recebe benefícios previdenciários, além de servidores e empregados públicos e do setor privado, ativos e inativos. De autoria do senador Otto Alencar (PSD-BA), o projeto foi relatado pelo senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR). Porém, vale salientar que ainda falta passar na Câmara dos Deputados.

Em 20 de abril houve decisão de suspensão em primeira instância pela Justiça Federal do Distrito Federal, mas oito dias depois o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) derrubou a decisão. Agora tem esse projeto de lei aprovado no Senado que deve passar sem maiores dificuldades pela Câmara Federal. Ainda assim, vale tentar uma negociação direta com a instituição bancária. É importante sentar e conversar com seu gerente bancário, que deve usar de bom senso ao avaliar cada caso.

Conforme o texto aprovado pelo Pleno do Senado, as prestações suspensas serão convertidas em prestações extras, com vencimentos em meses subsequentes à data de vencimento da última prestação prevista para o financiamento. Ainda, não poderão ser acrescidas de multa, juros de mora, honorários advocatícios ou de quaisquer outras cláusulas penais. É importante destacar que esse o projeto de lei 1.328/2020 veda a inscrição em cadastros de inadimplentes ou a busca e apreensão de veículos financiados, devido à suspensão das parcelas.

Sobre o autor